Esperando um companheiro

    Compartilhe

    Convidad
    Convidado

    Esperando um companheiro

    Mensagem por Convidad em Ter Dez 13, 2011 10:28 pm

    O pequeno Halfling se aproximava do grande portão do Vilarejo, ele queria fazer alguma coisa além de ficar naquela vila entediante. Ele então decide partir em uma aventura. Então, o bardo pensa:

    "Não quero ir em uma aventura sozinho! E se tiver monstros na floresta? Eu sou inútil sozinho! Preciso de um amigo!"

    Então, o pequeno bardo sobre em cima do muro e fica sentado em cima dele bem do lado do portão e dos guardas aguardando um amigo ou qualquer pessoa para ir em uma aventura com ele.
    Depois de longas horas esperando e o sol batendo em sua cabeça, o pequeno Halfling fica cansado e decide praticar seu violino. Ele começa a tocar uma musica triste no alto do muro.


    --
    Musica:
    Spoiler:

    Convidad
    Convidado

    Re: Esperando um companheiro

    Mensagem por Convidad em Qui Dez 15, 2011 8:14 pm

    A música do bardo parecia ecoar entre as árvores da Floresta de Marlok. O tempo passou, e a iluminação foi levemente diminuindo. Os guardas continuavam trabalhando, contemplando a música do bardo. Mesmo sendo uma música triste, realmente era algo que os atingia profundamente, provocando uma ótima sensação. A noite se aproximava, algumas pessoas ainda passavam perto da entrada da vila, e os guardas lançavam um olhar para o Hafling que estava sentado no muro por uma última vez.

    Não se ouvia nenhum ruído, e as luzes do vilarejo iam levemente se apagando, até se formar um completo breu, apenas afugentado pela leve iluminação nos portões de entrada.

    De longe, podia-se ver um homem vindo de dentro do vilarejo, para a saída. Quanto mais ele se aproximava, melhor era a visão que o Hafling tinha dele. Ao chegar nos portões da vila, era possível vê-lo perfeitamente. Era um homem alto, de cabelos negros, trajando fortes armaduras, e um grande escudo. Ele ainda carregava uma espada curta, o que indicava que o ataque não era sua prioridade.

    Ele foi parado pelos guardas, que falaram algumas palavras em um tom baixíssimo, e deixaram-no ir. O jovem então, seguiu pelo portão, em direção à Floresta de Marlok. Talvez esta fosse a pessoa que o Halfling esperava, e, mesmo que não fosse, era a pessoa ideal para que ele pudesse seguir.

    Convidad
    Convidado

    Re: Esperando um companheiro

    Mensagem por Convidad em Qui Dez 15, 2011 8:26 pm

    O bardo já estava exausto, quase cochilou e caiu do muro. Estava cansado de esperar, não queria tocar mais musicas por enquanto. O dia chegou ao fim, a vila se encheu de luz de velas e tochas que se prendiam nas paredes externas das casas. Bernard assistia os homens trabalhando, gostava do que via.
    Depois de muito tempo, um homem com um grande escudo e uma espada igualzinha a do bardo, ele se alegrou e pensou.


    "Legal, um escudeiro! Espere um pouco? Por que ele está indo na floresta a noite? Deve ser maluco!"



    O halfling olhou o homem até ele entrar na floresta, em seguida, saltou do muro para o outro lado e correu atrás dele em grande velocidade (Bernard é bem rápido).
    Ao alcançar o homem, o pequeno diminui a velocidade e começa a caminhar junto com ele sem quiser nenhuma palavra até que o escudeiro o notasse.

    Convidad
    Convidado

    Re: Esperando um companheiro

    Mensagem por Convidad em Qui Dez 15, 2011 8:45 pm

    O guardião, que aparentava ter cerca de 23 anos, seguia em direção à floresta, sem nem sequer notar a presença do Halfling atrás dele. Ele continuou andando, e à medida que avançava, a escuridão se tornava maior. A floresta parecia muito mais escura do que antes, e também muito mais assustadora. Aquilo não intimidava nem um pouco o homem, que ia arrancando alguns galhos das árvores e colocando dentro de mochila que ele ocultava entre seu escudo e seu corpo. Enquanto ele andava, começou a falar, subitamente:

    - João, João. Você está comigo há tão pouco tempo, mas já me é útil! Está na hora de acender uma fogueira, ou poderemos ser atacado há qualquer momento.

    Pelo que parecia, ele falava com o Halfling, mas mesmo assim não se virava em nenhum momento. Após um tempo, eles chegaram numa clareira, a escuridão da floresta havia ficado para trás, mas ainda não era claro o suficiente para eles se sentirem seguros. Então o escudeiro despejou os itens da sua mochila no chão. Lá haviam apenas gravetos, galhos secos e uma pederneira e um isqueiro. Ele, então, organizou os galhos e gravetos, de forma que formassem uma fogueira, e acendeu fogo neles, fazendo com que a escuridão se dissipasse rapidamente. Enquanto ele se preparava para se sentar perto de sua fogueira, virou-se e percebeu que o Halfling o seguia, então começou a gritar:

    - M-M-MEU DEUS! UM ANÃO ESTÁ ME SEGUINDO!

    Ele, então, se levantou enquanto gritava e apontava a pederneira e o isqueiro para o Halfling:

    - SAI DE PERTO DE MIM OU TE USO DE FOGUEIRA NO LUGAR DOS GRAVETOS!

    A voz dele parecia assustada, mas decidida. O olhar dele expressava medo, mas ele estava parado, virado para o Halfling, que permanecia imóvel. Será que realmente foi uma boa escolha seguí-lo?

    Convidad
    Convidado

    Re: Esperando um companheiro

    Mensagem por Convidad em Qui Dez 15, 2011 8:53 pm

    O pequeno halfling achava ainda mais que o homem era completamente maluco e "lé lé da cuca". Ele acompanha o mesmo até uma clareira onde o mesmo acendia a fogueira. Ao olhar para o bardo, o guardião toma um susto e começa a ameaçar o pequeno com uma pederneira e um isqueiro.

    "Por que ele não usou a espada curta para me ameaçar? E eu não sou um anão! Maluco..."

    Continuando imóvel e sem se mexer, o bardo fazia uma cara de inocente e ao mesmo tem curioso, parecia ser completamente inofensivo com suas roupas simples e botas. Sem falar uma palavra, o halfling pega seu violino e começa a tocar uma musica alegre e suave. Como se estivesse dizendo através da musica "Vamos ser amigos"

    --
    Musica:
    Spoiler:

    OFF: Já estamos na floresta de Marlok, Crie um tópico lá para continuar a aventura! Lembre-se que isso é muito importante, já que não estamos mais no portão da vila.

    Convidad
    Convidado

    Re: Esperando um companheiro

    Mensagem por Convidad em Sex Dez 16, 2011 8:19 am

    OFF: Eu não tinha feito isso pq tava de noite, e tal. Ia levar muito tempo. Já vou postar o link aqui, espera.

    Convidad
    Convidado

    Re: Esperando um companheiro

    Mensagem por Convidad em Sex Dez 16, 2011 9:49 am


    Conteúdo patrocinado

    Re: Esperando um companheiro

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg Set 24, 2018 11:17 pm